Portugal tem uma herança cultural e um património nos domínios da ciência e da tecnologia de inestimável riqueza, singularidade e diversidade. Trata-se de um legado muito vasto e rico em biodiversidade ao nível do seu património natural e de inquestionável relevância em termos de património científico, tecnológico e industrial, encontrando-se, em larga medida, acessível ao público. Grande parte deste legado é único na Europa e no Mundo e está distribuído por todo o território nacional.

Composto ou reunido em coleções, bibliotecas, arquivos, museus, jardins botânicos, parques e áreas protegidas, edifícios, centros de ciência, entre tantas outras dimensões, a que se associam espaços de educação, aprendizagem, cultura e lazer, compondo um património que documenta e ilustra a história da ciência, tecnologia e inovação no nosso país, esse património cultural é, no entanto, ainda pouco conhecido, requerendo um esforço estruturado de identificação, valorização e divulgação entre nós e junto de todos os que visitam o nosso país.

No âmbito das suas atribuições de promoção da cultura científica e tecnológica, prosseguindo uma prática de responsabilidade cultural e patrimonial, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, em parceria com o Ministério da Cultura, pretende criar um portal – Património Conhecimento – identificando o património natural, científico e tecnológico associado às instituições de ciência, tecnologia e ensino superior.
Esta iniciativa reflete a política do governo no sentido da valorização do património científico, natural, tecnológico e industrial nacional, da promoção do conhecimento e da criação de condições da sua partilha, a prossecução do programa de responsabilidade cultural e patrimonial associada às áreas governativas da ciência, tecnologia, ensino superior e da cultura, em articulação com o enunciado conducente à adoção de uma política nacional de ciência aberta, contemplando a promoção e difusão da cultura científica e tecnológica e a cooperação internacional.

A plataforma Património Conhecimento, deverá constituir-se como um recurso único para visitantes, turistas, especialistas de inúmeras áreas, agentes económicos, turísticos, famílias e público em geral.